terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

ÁRVORE DA FELICIDADE (CULTIVO E CUIDADOS)

minhas mudinhas da árvore da felicidade


ÁRVORE DA FELICIDADE
(CULTIVO E CUIDADOS)


“A Árvore-da-felicidade só traz felicidade quando é dada, nunca quando é comprada”


Observações: Existem duas espécies de plantas muito semelhantes chamadas de “árvore-da-felicidade”, tanta é a semelhança, que comumente a espécie Polyscias guilfoylei é chamada de “macho” e a espécie Polyscias fruticosa é considerada a “fêmea”.


São muito cultivadas em vasos médios a grandes, em ambientes internos. Em algumas culturas orientais, a planta é comumente dada como presente. Essa planta possui uma característica específica, exalando um cheiro característico nos fins de tarde.


A planta não tolera baixas temperaturas, sendo recomendada somente para locais de clima tropical e subtropical.
Também não tolera vento, pois as folhas secam, desidratadas.


Cultivo: A árvore se desenvolve bem em ambientes sombreados, mas bem iluminados, podendo também ser plantada à meia-sombra.


Quando plantada diretamente no solo, é recomendável o plantio em locais onde não haja muito vento, já que suas folhas se desidratam facilmente. Para garantir uma boa drenagem - essencial para essas plantas -, use a seguinte mistura de solo:


1 parte de terra comum
1 parte de terra vegetal
1 parte de composto orgânico
1 parte de areia


As regas devem ser mais intensas no verão (duas ou três vezes por semana), e mais espaçadas no inverno (uma vez por semana). 

A falta de água murcha a planta e ocasiona a queda das folhas.
Ela é muito sensível à poluição e necessita de proteção contra o ar contaminado externo ou a fumaça de cigarros.

Quando o ambiente não é adequado, ela perde todas as suas folhas. Seu crescimento é relativamente lento, chegando a 1,5 m em interiores.

Luz: Média a alta intensidade, próximo a uma janela de face norte ou leste.
Temperatura: 18 a 27ºC, tolerando até 10ºC.
Água: Espere a superfície do solo secar, antes da próxima rega.
Adubação: A cada 2 meses.
Propagação: Estacas de ponteiros com 7 a 10 cm.
Cuidados especiais: Replante quando o vaso se tornar pequeno demais, usando mistura de solo com 50% de matéria orgânica.
Problemas comuns: Se as folhas escurecerem, regue com mais freqüência.

0 comentários:

Postar um comentário

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

ÁRVORE DA FELICIDADE (CULTIVO E CUIDADOS)

minhas mudinhas da árvore da felicidade


ÁRVORE DA FELICIDADE
(CULTIVO E CUIDADOS)


“A Árvore-da-felicidade só traz felicidade quando é dada, nunca quando é comprada”


Observações: Existem duas espécies de plantas muito semelhantes chamadas de “árvore-da-felicidade”, tanta é a semelhança, que comumente a espécie Polyscias guilfoylei é chamada de “macho” e a espécie Polyscias fruticosa é considerada a “fêmea”.


São muito cultivadas em vasos médios a grandes, em ambientes internos. Em algumas culturas orientais, a planta é comumente dada como presente. Essa planta possui uma característica específica, exalando um cheiro característico nos fins de tarde.


A planta não tolera baixas temperaturas, sendo recomendada somente para locais de clima tropical e subtropical.
Também não tolera vento, pois as folhas secam, desidratadas.


Cultivo: A árvore se desenvolve bem em ambientes sombreados, mas bem iluminados, podendo também ser plantada à meia-sombra.


Quando plantada diretamente no solo, é recomendável o plantio em locais onde não haja muito vento, já que suas folhas se desidratam facilmente. Para garantir uma boa drenagem - essencial para essas plantas -, use a seguinte mistura de solo:


1 parte de terra comum
1 parte de terra vegetal
1 parte de composto orgânico
1 parte de areia


As regas devem ser mais intensas no verão (duas ou três vezes por semana), e mais espaçadas no inverno (uma vez por semana). 

A falta de água murcha a planta e ocasiona a queda das folhas.
Ela é muito sensível à poluição e necessita de proteção contra o ar contaminado externo ou a fumaça de cigarros.

Quando o ambiente não é adequado, ela perde todas as suas folhas. Seu crescimento é relativamente lento, chegando a 1,5 m em interiores.

Luz: Média a alta intensidade, próximo a uma janela de face norte ou leste.
Temperatura: 18 a 27ºC, tolerando até 10ºC.
Água: Espere a superfície do solo secar, antes da próxima rega.
Adubação: A cada 2 meses.
Propagação: Estacas de ponteiros com 7 a 10 cm.
Cuidados especiais: Replante quando o vaso se tornar pequeno demais, usando mistura de solo com 50% de matéria orgânica.
Problemas comuns: Se as folhas escurecerem, regue com mais freqüência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário