sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Plantas para ambientes internos ganham espaço na decoração

Conheça as espécies adequadas para seu apartamento

A falta de luminosidade não é argumento para não ter plantas em apartamentos. Entre as mais diversas espécies, existe uma grande variedade de plantas que se adapta em ambientes internos. Antes de fazer sua escolha, é preciso estar atento às condições e ao espaço que o local oferece às plantas. Isso porque elas terão um espaço reduzido para suas raízes, já que geralmente são cultivadas em vasos, e suportarão uma luminosidade inferior ao ambiente natural. Para compor as plantas com a decoração do ambiente, a paisagista Monica Lima, da Jardiniére Jardinagem & Paisagismo, orienta que elas sejam colocadas em locais que recebem bastante luz. Outra recomendação é definir locais que não atrapalhem a passagem e que a planta fique sobre as pessoas sentadas. “Neste caso, os cantos das salas são ideais. Além disso, as plantas precisam ser compatíveis com a decoração e com o espaço físico do local”, complementa. Para os ambientes internos, as plantas mais indicadas são as de meia sombra ou de sombra, como a palmeira rápis (Rhapis excelsa), palmeira leque (Licuala grandis), Camedorea elegante (Chamaedorea micrispadix), Árvore da felicidade (Polyscias fruticosa) e orquídeas. Diversidade De acordo com Patrícia Casagrande Bortoleto, gerente da Casagrande Plantas e Flores, o lírio-da-paz (Spathihyllum wallisi) é uma das poucas folhagens que gera flores. “Por ter uma variação de tamanhos é uma planta que se adequa em diferentes espaços. Um cuidado é não deixá-la em ambiente escuro, pois assim ela não floresce”, explica. Outra dica é escolher a Jibóia (Epipremnum pinnatum) e o Filodendro (Philodendron sp) para ambientes com ar-condicionado. “Essas espécies possuem uma resistência maior, necessitam de pouca água e pouca manutenção”, comenta Patrícia. A dracena-tricolor (Dra-caena marginata ‘Tricolor’), arbusto de folhagens muito ornamentais e coloridas, já precisa de mais claridade. Segundo Patrícia, essa planta deve ficar em local arejado, de preferência, próximo à janela. Os tons diferenciados das folhas comple-mentam a decoração. “As folhas são estreitas e compridas, apresentando margens coloridas que variam entre as cores verdes, cremes e avermelhadas, o que dá um toque especial ao ambiente”, diz. Cuidados As plantas de ambientes internos merecem atenção assim como as de jardim externos, ao ar livre. A paisagista Monica Lima ressalta que a terra fértil é essencial. Além disso, é necessário ter vasos com boa drenagem, feita coma argila expandida no fundo e manta de bidim sobre a argila. Outro cuidado é irrigar periodicamente com pouca água, “já que as plantas não recebem sol direto e estão abrigadas do vento”, acrescenta Monica. De acordo com Patrícia, essas plantas podem ser regadas duas vezes por semana e é recomendado tirar as folhas amareladas a cada 20 dias. A claridade é fundamental, faz a diferença para adequar as plantas ao ambiente. “Além da questão decorativa, as plantas deixam as pessoas mais felizes e proporcionam um ambiente acolhedor e alegre”, completa a gerente da Casagrande Plantas e Flores.

0 comentários:

Postar um comentário

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Plantas para ambientes internos ganham espaço na decoração

Conheça as espécies adequadas para seu apartamento

A falta de luminosidade não é argumento para não ter plantas em apartamentos. Entre as mais diversas espécies, existe uma grande variedade de plantas que se adapta em ambientes internos. Antes de fazer sua escolha, é preciso estar atento às condições e ao espaço que o local oferece às plantas. Isso porque elas terão um espaço reduzido para suas raízes, já que geralmente são cultivadas em vasos, e suportarão uma luminosidade inferior ao ambiente natural. Para compor as plantas com a decoração do ambiente, a paisagista Monica Lima, da Jardiniére Jardinagem & Paisagismo, orienta que elas sejam colocadas em locais que recebem bastante luz. Outra recomendação é definir locais que não atrapalhem a passagem e que a planta fique sobre as pessoas sentadas. “Neste caso, os cantos das salas são ideais. Além disso, as plantas precisam ser compatíveis com a decoração e com o espaço físico do local”, complementa. Para os ambientes internos, as plantas mais indicadas são as de meia sombra ou de sombra, como a palmeira rápis (Rhapis excelsa), palmeira leque (Licuala grandis), Camedorea elegante (Chamaedorea micrispadix), Árvore da felicidade (Polyscias fruticosa) e orquídeas. Diversidade De acordo com Patrícia Casagrande Bortoleto, gerente da Casagrande Plantas e Flores, o lírio-da-paz (Spathihyllum wallisi) é uma das poucas folhagens que gera flores. “Por ter uma variação de tamanhos é uma planta que se adequa em diferentes espaços. Um cuidado é não deixá-la em ambiente escuro, pois assim ela não floresce”, explica. Outra dica é escolher a Jibóia (Epipremnum pinnatum) e o Filodendro (Philodendron sp) para ambientes com ar-condicionado. “Essas espécies possuem uma resistência maior, necessitam de pouca água e pouca manutenção”, comenta Patrícia. A dracena-tricolor (Dra-caena marginata ‘Tricolor’), arbusto de folhagens muito ornamentais e coloridas, já precisa de mais claridade. Segundo Patrícia, essa planta deve ficar em local arejado, de preferência, próximo à janela. Os tons diferenciados das folhas comple-mentam a decoração. “As folhas são estreitas e compridas, apresentando margens coloridas que variam entre as cores verdes, cremes e avermelhadas, o que dá um toque especial ao ambiente”, diz. Cuidados As plantas de ambientes internos merecem atenção assim como as de jardim externos, ao ar livre. A paisagista Monica Lima ressalta que a terra fértil é essencial. Além disso, é necessário ter vasos com boa drenagem, feita coma argila expandida no fundo e manta de bidim sobre a argila. Outro cuidado é irrigar periodicamente com pouca água, “já que as plantas não recebem sol direto e estão abrigadas do vento”, acrescenta Monica. De acordo com Patrícia, essas plantas podem ser regadas duas vezes por semana e é recomendado tirar as folhas amareladas a cada 20 dias. A claridade é fundamental, faz a diferença para adequar as plantas ao ambiente. “Além da questão decorativa, as plantas deixam as pessoas mais felizes e proporcionam um ambiente acolhedor e alegre”, completa a gerente da Casagrande Plantas e Flores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário